Teste de salt spray

EXPO ENERGÍA 2021

O que você precisa saber sobre o teste de Salt Spray (Névoa Salina)
Teste de salt spray: Para usuários de revestimentos protetivos nas indústrias de construção, manufatura ou engenharia, a função e as limitações dos testes de corrosão acelerada requerem um entendimento cuidadoso. Por décadas, o chamado “teste de névoa salina” gerou informações tendenciosas ou enganosas sobre a eficiência dos revestimentos. Um dos maiores erros vinculados ao teste de salt spray é a comparação de diferentes materiais ou revestimentos com características muito diferentes. É errôneo usar este teste para comparar tintas com revestimentos metálicos, ou mesmo entre dois revestimentos metálicos. Por exemplo, comparações entre revestimentos de zinco e ligas de zinco (como aqueles que contêm pequenas adições de alumínio ou magnésio) levam a resultados comparativos muito diferentes daqueles obtidos sob exposição atmosférica.

Por que os testes de spray de sal podem dar resultados errados?
Para entender por que o teste de névoa salina não é capaz de prever com segurança o desempenho real da corrosão, é importante considerar o próprio procedimento de teste. As amostras submetidas a este teste são inseridas em uma câmara com temperatura controlada, 35 ° C, onde uma solução salina é pulverizada na forma de uma névoa muito fina. Esta pulverização é contínua, de modo que as amostras estão constantemente úmidas e, portanto, também constantemente sujeitas à corrosão. Os resultados são medidos registrando o número de horas que leva para atingir níveis definidos de oxidação na superfície das amostras. A duração desse teste varia de 24 a 1000 horas ou ainda mais para alguns materiais.
Referência: https://lnkd.in/dfXsRQd

Write a Reply or Comment